segunda-feira, 18 de março de 2013

Naturetti?!?!?!?!?!

Catarina nasceu no dia 09/02!
Eu ainda não consigo encontrar as palavras para descrever o momento do seu nascimento, aquele momento em que se escuta o chorinho do seu bebê. Não sei explicar o que aconteceu com o meu coração naquele instante - não tenho as palavras hoje e talvez nunca as tenha, mas consigo dizer que tive a certeza de que tinha vivido a minha vida todinha para aquele momento! A certeza de que nada mais seria como antes, seria sempre melhor, muito melhor e mais bonito, pois agora ela existia…

Mas já no terceiro dia de vida, Nina e eu começaríamos as nossas aventuras, claro! Não poderia ser diferente, né? Tantas coisas que passamos juntas na gravidez, agora começaríamos a colecionar as nossas historinhas!

Pois então, na manhã do dia 11/02 entrou a enfermeira no quarto e informou que a Nina estava com icterícia e teria que ficar um dia inteiro no banho de luz. É super comum mas é lógico que eu desabei de chorar, mas não conta, né? Eu sou café com leite quando o assunto é choro!!!!! Sempre fui chorona, na gravidez atingi um outro nível na escala do choro e depois que ela nasceu…MEU DEUS! Virei uma personagem de novela Mexicana! Afff... Mas voltando, a enfermeira no deu a opção de trazer o bercinho de luz para fazer a fototerapia no nosso quarto e ela tomaria o banho de luz com a gente. Perfeito, esta foi a nossa opção e ela ficou lá com a gente! Super incomodada, tadinha, aquele barulho daquela máquina horrorosa, usando aquela vendinha nos olhos...chorava ela de um lado, eu chorava de outro e assim passamos o dia! Em algum momento meu GO foi me visitar e perguntou se eu estava conseguindo “ ir ao banheiro”. Minha resposta foi categórica: “Não fui e nem quero ir!!!! Estou morrendo de medo”! Quem já passou por uma cesárea deve ter registrado na memória o momento de terror que é o primeiro xixi! Afffffeeeeeeee!!!!!!! Parece que vai cair tudo lá dentro, a bexiga vai esvaziando e você vai rezando pra que tudo fique no lugar! Uma dor louca (apenas mais uma!!! hehe!) e agonia porque realmente dá uma sensação horrorosa! Imagine para fazer outra coisa? VIXE! Nem queria pensar nisso! Mas o caso é que se você não vai ao banheiro não te dão alta, então meu médico disse que ia me dar um Naturetti. “OK”, respondi, “pode me dar o Naturetti aí que eu tomo.” Eu nunca tinha ouvido falar nesse remédio, então, na hora que chegou uma geléia de ameixa deliciosa pra eu comer de colherinha, fui que fui, e nem questionei.

a geléia dos infernos!

Pois o dia passou, tudo certo! À noite meu marido saiu para jantar e ficamos Nina e eu sozinhas no quarto. De repente ela estava com fome e super incomodada com a máquina do banho de luz e começou chorar, gritar, berrar e tudo mais que se encaixa nesta categoria. Levantei da cama aos trancos e barrancos, gemendo de dor, cada movimento friamente calculado, e a cada mexida era um flash...de dor, claro!!!! Mas eu estava disposta a lhe dar de mamar, claro! O instinto é isso, minha gente: você tá lá toda arrebentada, com as famosas 7 camadas te lembrando a todo o instante que alguém acabou de cortar uma por uma, uma agulha picando a veia da sua mão, com uma cacetada de remédios entrando e circulando por você, mas se a sua filha chora de fome, você nem pensa, é imediatamente tomada por aquele instinto louco: Minha filha não há de chorar de fome!!!!!

Fui chegando e foi neste ponto que fui tomada por uma cólica MONSTRUOSA!!!!! Meus Deus do céu!!! Que é isso?!?!?!?!?!?!!? A Nina chorava e eu me contorcia com essa cólica horrenda! Eu ia andando encolhida até ela e a cólica apertava, fora que eu ainda ia arrastando comigo aquele “cachorrinho” maldito, pois estava tomando um monte de remédios na veia, dopada no ultimo! Me dei conta de que não era uma cólica qualquer, era cólica de ir ao banheiro!!!!!! 
cachorrinho!!!!!!

Nãaaaaao! Era aquela maldita geléia de ameixa fazendo efeito! Eu não ia conseguir pegar a Nina, mas os segundos passavam e ela se desesperava mais e mais e eu tinha que ir ao banheiro de qualquer jeito!!! Isso se eu conseguisse chegar ao banheiro!!!!! Socorrooooooo! Não pensei duas vezes (poxa, nem dava tempo de pensar!! Hahahahahaha!) Peguei a Nina no colo e corri pro banheiro com ela! Aliás, por favor imaginem a cena: corremos para o banheiro, eu com ela no colo e arrastando aquele maldito cachorrinho junto, e a dor da cesárea que também gentilmente nos acompanhou!

Cheguei no banheiro e aquele alívio, dor e pânico ao mesmo tempo…ufa... e a coitadinha da Nina mamando naquela situação, meu Deus! Depois que o pior passou eu pensei: “Como vou sair daqui?” hahahahahaha! Foi tudo tão rápido que nem tinha pensado no "depois"! Não tinha como eu sair daquela situação sozinha, eu precisava de ajuda!!!!! Comecei a rir, e ela mamando na maior, nem aí pro perrengue que a mamãe estava passando! Pensei, “beleza, alguma hora alguém vai aparecer aqui e vai me soccorrer!!!” kkkkkkk! Putz, uns 15 minutos eternos depois, eu lá no banheiro e justamente quem apareceu foi o meu marido! Ah não, vai? Vocês só podem estar de brincadeira! Com 308574872 enfermeiras tendo que me injetar uns 3927696 remédios e entrando a toda hora no meu quarto pra isso, foi justamente o meu marido que chegou e que vai me pegar nesta cena???? Putz, já não basta tudo o que o coitado já viu e presenciou na minha gravidez? Ia trumatizar o pobre do rapaz ainda mais…então que seja! Prova de fogo pra uma casamento duradouro: seu marido te pegar no banheiro, no meio de uma mega dor de barriga, com a sua filha mamando no seu colo, e continuar te amando…sera que dá?

Só ouvi a voz dele preocupada ao entrar no quarto e não encontrar nenhuma de suas mulheres: “AMOR?” (imagino o que passou pela cabeça dele...onde poderíamos estar!) E eu comecei a rir, (era um riso de desespero, ok?) “Aqui dentro, amor! Preciso da sua ajuda!!!!” hahahahahahahahahahah! Ele abriu a porta e eu com aquele sorriso amarelo “ Oi! Estamos aqui!!! Preciso de ajuda, chama uma enfermeira, por favor?” Entrelinhas: “Pelo amor de Deus, fecha essa porta, não se atreva a entrar, chama a enfermeira e sai antes que seja tarde!!!!” Que nada!!!!! Meu marido é conhecido pela sua teimosia!
- Vou te ajudar, amor!
-  Nãoooooo! Não entra aqui!!!!
-  Pára, tô entrando!!!
-  Ai meu Deus!!!!!!
-  Então o que eu faço????
-  Ela está mamando, não quero interromper, segura ela no meu peito que eu preciso me limpar!!!!!

Ah, gente!!!!! Que cena do cão!!!!!!! Ele segurando ela pra não interromper a mamada e eu lá mortificada, tentando fazer tudo o mais rápido possível para sairmos do banheiro, eu, ela, ele, o cachorrinho e a dor do parto!!! Tentava fingir que eu estava super cool naquele vexame sem tamanho! Seu um dia eu tinha sido a Principessa, este episódio jamais permitiria que ele voltasse a me chamar por este nome! Era o fim! Portanto, minhas queridas, guardem bem este nome: NATURETTI! Se o médico de vocês sugerir, parem, pensem, ponderem no que pode acontecer!!!!!!  

12 comentários :

  1. O que dizer diante deste relato??? Sinto muito...kkkkkk!!!! Sensacional!!!!

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkk morriiii!!!! kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Ai.. me desculpe, mas estou rolando de rir.
    Entrei no blog devido a uma pesquisa por um laxante que possa ser usado por gestante, porque o caso aqui tá feio. Como já tinha saído o nome do Naturetti nas pesquisas, joguei no google e voilà!... cai nesse divertidíssimo relato. Acho que ri ainda mais porque me lembrei que já aconteceu comigo uma "desgraceira" parecida com essa durante a recuperação de uma cirurgia, mas no meu caso foi por causa de uma prisão de ventre maldita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahha! Menina do céu! Foi uma loucura!!! Entrei neste texto para relembrar essa passagem cômica da minha vida e da Pitchu e encontrei seu comentário!!! Volte sempre! Beijokas,
      Gi e Nina

      Excluir
  4. Respostas
    1. Oi, Francini!
      Que gostoso receber seu comentário por aqui! Muito obrigada!
      Beijo grande!
      Gi

      Excluir
  5. kkkkkkkkkkkkkkk uma história melhor que a outra!! Sua vida merece um filme!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem coisas que acontecem comigo e com a Nina que nem eu mesma acredito!!! Hahaha! Beijinhos de nós duas!

      Excluir
  6. kkkkkk
    Muito hilário,nooooossa!
    Me acabando de rir aqui!
    Vi seu blog através de um site para bebês,e resolvi fuçar um pouquinho.. e ri "pencas" ao me deparar com esse relato!rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahah! Éeee, pois é, vida de mãe não é fácil!!! Que gostoso recebê-la aqui!!! Que bom que está se divertindo com as minhas trapalhadas! Beijo grande meu e da Pitchu! ;0)

      Excluir
  7. ADOREI A HISTORIA.... A MUITO TEMPO QUE EU NÃO RIA ASSIM.
    ADOREI O SUE BLOG. BJOS E MUITA PAZ PRA VOCÊS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhhh!!! Que gostoso ler uma mensagem dessas logo cedo! Fico muito feliz que esteja se divertindo! Um beijo grande meu e da Nina! ;0)

      Excluir

Curtiu? Aqui tem mais!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...