quarta-feira, 15 de maio de 2013

Dicas para ajudar no soninho do neném


Para mim, um dos grandes desafios com a Catarina era acertar o "timing" do soninho dela. E às vezes, 
mesmo acertando o timing, não conseguia fazê-la dormir nesta "janela do sono" que se abria, e quando 
esta janela se fechava e ela não tinha conseguido dormir, ficava muito nervosa e entrava num espiral de 
muito sono e choro, pois como não conseguia dormir ficava mais nervosa e assim por diante! Era de 
partir o coração vê-la com tanto sono e não conseguindo dormir. 



Então eu fui atrás de dicas e acabei chegando num livro maravilhoso chamado "Soluções para noites sem choro". É um livro extremamente humano, eu sinceramente não sou adepta da linha "deixe seu bebê chorando no berço que eventualmente ele irá parar"! Eventualmente ele vai ficar mais irritado pois a produção de melatonina vai sendo oprimida pelo cortisol e vai gerando um ciclo muito ruim de irritação para o bebê. Se o choro não for acalmado, ele vai ficando desesperado! Vou explicar a influência do cortisol na irritabilidade do bebê abaixo.

Outra coisa que o bebê "eventualmente" aprenderá com essa técnica de deixar no berço chorando e pronto, é que não adianta ele chorar, que ninguém virá ao socorro dele. Aprenderá o abandono! Este é um aprendizado que não quero que a minha filha tenha, de forma alguma!

Comecei a colocar em prática algumas dicas muitos legais que encontrei neste livro e tive um resultado ótimo! Desde cedo, estabeleci uma rotina à noite que é super especial. Vou contar como é a nossa rotina noturna que funciona super bem, e depois passar algumas dicas para ajudar no soninho dos bebês! Espero que ajude as mamães que estão tendo problemas!

Minha rotina noturna:

O primeiro passo foi estabelecer um horário para iniciar a rotina, no meu caso, escolhi 19h. Eu faço todo o ritual noturno no quarto da Catarina, inclusive o banho que à noite é o de balde! Começo aquecendo o quarto para fazer a Shantala. Deixo o quarto com a luz apenas do abajur que já dá um climinha que favorece o sono, e coloco uma música bem tranquila. Coloco a Nina deitada num colchonete no chão e sento de frente para ela e começo a fazer a Shantala. Ela ama! Após a Shantala, coloco minha pequena no balde, é maravilhoso! Eu tinha uma certa resistência à ideia do balde e quem me falou que eu deveria apostar no balde foi a maravilhosa Denise Gurgel, que foi quem me deu o curso de Shantala. Investi no balde e é um sucesso! Ela fica lá quase 10 minutos, fica olhando pra mim, relaxando, uma delíca! Depois disso, coloco o pijama, dou de mama e cama! Ela já assimilou esta rotina super bem! Eu super recomendo esta combinação "Shantala+Balde".





Algumas dicas:

- Estabeleça o horário para começar o seu ritual de sono.

Todo mundo já ouviu falar do quanto a rotina é importante para o bebê, e lá vou eu falar também! O bebê fica realmente muito mais tranquilo quando ele sabe o que vai acontecer a seguir. Eu tenho vivenciado isso diariamente, a rotina realmente faz toda a diferença. Estabeleça o horário do ritual noturno e também os horários das sonecas do seu bebê! É de extrema importância que o bebê tire sonecas durante o dia, e estas devem durar no mínimo uma hora para que o bebê acorde revigorado e pronto para gastar sua energia. Não se engane quando após somente 15 minutos de soneca o seu bebê acordar todo sorridente no berço! Em dez minutos ele estará chorando e você não saberá a razão. Já te digo a razão: é sono! Uma soneca de 15 minutos não restabelece o bebê, ele precisa de mais tempo de descanso. Então, vá pertinho dele, pode dar os tapinhas nas costas, cubrir seus olhinhos e assim faça-o adormecer novamente. Se for preciso pegue-o no colo, tranquilize e coloque-o no berço.

- Crie uma atmosfera gostosa para o sono.

Eu deixo o quarto da Nina bem gostoso, primeiro, aqueço para a prática da Shantala e apago as luzes, deixando apenas a luz do abajur.





- O que fazer quando o bebê só adormece mamando no peito da mãe ou na mamadeira.

É muito normal o recém-nascido adormecer mamando o peito da mãe, a mamadeira ou com a chupeta na boca. Na verdade, alguns recém-nascidos agem assim naturalmente e com tanta frequência que as mães ficam preocupadas porque eles nunca mamam o suficiente.
Quando o bebê SEMPRE adormece assim, ele aprende a associar o ato de sugar com adormecer e com o tempo, ele não consegue adormecer de outra maneira. Uma grande porcentagem de pais que têm problemas com bebês maiores que não conseguem adormecer ou dormir por muito tempo, estão lutando com essa associação natural e forte entre sugar e dormir.
Portanto, se você deseja que o seu bebê adormeça sem a sua ajuda, é essencial que o deixe mamar até ficar sonolento, mas não totalmente adormecido. Com a maior frequência possível, retire o peito, a mamadeira ou a chupeta e deixe-o adormecer sem nada na boca. Quando o fizer, o bebê poderá resistir e choramingar. Não há problema algum em lhe devolver o peito, a mamadeira ou a chupeta e tentar novamente alguns minutos depois. Repetir. Repetir. Se agir assim com frequência, ele aprenderá, por fim, a adormecer sem mamar.



- Colocar o bebê no berço quando ainda estiver sonolento e não dormindo.

O recém-nascido cansado, muito jovem ainda para ter hábitos fixos, quase sempre aceitará ser colocado no berço enquanto estiver acordado, onde então tentará adormecer sozinho. Ao tentar implementar esta sugestão, às vezes o bebê adormecerá, outras não. Quando ele não se acomodar e ficar irritado, podemos sim embalá-lo no colo, ou até mesmo dar-lhe o peito novamente para acalmá-lo e tentar novamente em alguns minutos, ou na próxima soneca.
Esta dica do livro funciona muito bem com a Catarina. Eu a coloco no berço já bastante sonolenta e dou leves tapinhas nas costinhas dela, fazendo "shhhh", e cubro levemente os olhinhos dela (sem encostar) para que ela não tenha estímulos visuais. Tem funcionado muito bem, mas foi preciso insistir!


- O bebê chorou no berço, deixá-lo chorando ou pegar no colo?

Não deixe o bebê chorando até que ele "aprenda a adormecer sozinho. A melhor sugestão que tive é de pegá-la no colo, esperar que ela se acalme e devolver no berço. É isso que eu faço e esta técnica foi a que funcionou de verdade por aqui. Se a Catarina começa a ficar muito nervosa, eu a pego no colo, converso com ela, tranquilizo, dou um abraço bem gostoso e faço carinho nela. Dessa forma, ela se sente segura, o choro vai diminuindo e assim a coloco novamente no berço. O bebê ainda não possui as ferramentas para se acalmar sozinho, pelo contrário, o cortisol, hormônio que sinaliza a vigília, é liberado em quantidades maiores quando a pressão do sono se instala e o descanso não ocorre. Cortisol também é o ‘hormônio do estresse’ que é liberado quando o bebê ou a criança chora, é produzido em quantidades potencialmente danosas ao cérebro quando o choro não é consolado e prolongado. Cortisol antagoniza os efeitos da serotonina e melatonina, substâncias responsáveis pelo sono. Ou seja, quanto mais tempo o bebê fica acordado acordado, mais cortisol em seu corpinho, mais choro de irritação, que libera mais cortisol ainda, e mais dificuldades de dormir, além de poder acordar muito cedo também pela manhã no dia seguinte. 


- O bebê está muito irritado, você tira do berço, acalenta e mesmo assim o bebê não se acalma!

Já vivi esta situação, e fui buscar orientações, pois às vezes, nada acalmava a Catarina! Ela já tinha "passado do ponto" de dormir, estava muito irritada, quanto mais sono sentia, mais irritada e ficava e nem meu colo a acalmava mais. É nesse ponto que é importante "zerar". Minha filha, por exemplo, não pega chupeta, e a sucção acalma demais os bebês. Então, quando ela atingia esse ponto, eu parava tudo e começava do zero: sentava na poltrona de amamentação e a deixa mamar um pouquinho. Esta não é bem uma mamada, é chamada de "sucção não nutritiva", tem como intuito acalentar o bebê e funciona imediatamente, pois o bebê sente seu cheirinho, e o seio materno o tranquiliza imediatamente. Quando percebia que ela havia se tranquilizado, retirava do peito e começava a rotina de sono novamente.

- Tenha muita paciência e não desista!

Este é um conselho importante! Cada bebê tem o seu tempo para se adequar às atividades que vamos sugerindo, e mais importante ainda, tem dias em que tudo aquilo que você sugere ao bebê, ele aceita e em outros, nada parece funcionar! Não se desespere! Nada funciona em um dia? Procure se adequar a este dia e tente novamente no próximo, o bebê irá se acostumar no tempo dele, mas isto não significa que num dia, de repente, nada funcione novamente!

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Curtiu? Aqui tem mais!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...