sexta-feira, 14 de junho de 2013

Sobre o sono do bebê!



Sarah Ockwell Smith, autora inglesa do livro Baby Calm: calmer babies and happier parents (Bebês mais calmos, pais mais felizes) fala sobre como criar bebês confiantes, que dormem bem

Foto: Divulgação
A britânica Sarah Ockwell-Smith é famosa pelo conceito "educar com gentileza". Seu livro mais badalado é Baby Calm: calmer babies and happier parents (Bebês mais calmos, pais mais felizes). Nele Sarah fala sobre o que é normal no sono dos bebês - um tema de grande ansiedade para os pais - e os ajuda a confiar em seus instintos para fazer o bebê viver (e dormir!) tranquilamente.

O que é "educar com gentileza" (gentle parent) e como isso torna os bebês mais calmos?
A maternidade/paternidade com gentileza é apenas aprendermos a ouvir nosso instinto e responder às necessidades de nossos filhos, ao invés de seguir a rotina sugerida por experts que muitas vezes nem tem filhos e que nunca conheceram o seu bebê. O "gentle parenting" é basicamente oferecer empatia, respeitar o bebê e curtir a experiência de maternar e paternar.

Por que você acha que a questão do sono é tão importante para os pais hoje em dia? Por que mantemos expectativas de que bebês devem dormir a noite inteira?
O sono é uma grande questão em nossa sociedade, em que quase não há apoio às novas famílias. Há alguns anos teríamos grande suporte de familiares e adultos a nosso redor. A função de maternar era aceita e até aplaudida, como um trabalho importante. Agora os familiares estão longe ou impossibilitados de ajudar em função de sua rotina atribulada. Apareceu, então, a pressão para que os novos pais dêem conta de tudo. Surgiu a figura da mulher que quer ser a mãe perfeita, ter a casa perfeita, o emprego perfeito e até as roupas perfeitas. Não é possível viver com este ideal e, ao mesmo tempo, responder às demandas naturais e normais de nossos bebês. Quando percebem que é preciso desistir de algo, infelizmente, muitas mães optam por não atender à necessidade do bebê. Os pais treinam os bebês para dormir porque querem que eles se adaptem à rotina e à vida moderna ao invés de questionarem como nós podemos modificar nossas vidas e sociedade para acolhermos melhor nossos bebês.

O que é considerado normal quando se trata de sono dos bebês? O que os pais podem esperar de verdade quando tem seu primeiro filho?
Os bebês não dormem como adultos. Eles acordam, e muito. Isto é um fato, apoiado pela ciência, em que estudos recentes sugerem que 60% dos bebês com nove meses acordam regularmente durante a noite. Na verdade, dormir a noite inteira não é uma realidade comum até os dois anos de idade. No entanto, curiosamente, nossa expectativa está errada, achamos que os bebês precisam aprender a dormir, não os aceitamos como realmente são. Para os novos pais, eu sugiro que se preparem para serem menos egoístas por um ou dois anos, período em que deverão se dedicar à atender às necessidades absolutamente normais de seus filhos, durante o dia e a noite.

Em um artigo recente sobre bebês que não dormem você fez a pergunta: "De quem é mesmo o problema?" sugerindo que, na verdade, o incomodado com as acordadas noturnas é o adulto e não a criança. Pode comentar esta afirmação e nos dizer como os adultos podem ter noites melhores?
É comum querermos "corrigir" os bebês, com treinamento para dormir, fazendo desmame precoce, oferecendo leite artificial para que durmam por mais horas e seguindo rotinas sugeridas por experts para que durmam a noite inteira. Entretanto, não é o bebê que está tendo problemas para dormir. Eles estão dormindo normalmente, simplesmente, "dormem como bebês". A questão é a nossa expectativa em relação ao comportamento do bebê e ao que maternidade e paternidade implicam. Se tivermos expectativas reais, vamos perceber que o que precisamos não é ensinar os bebês a dormir e sim construir uma rede de apoio a nosso redor, para que consigamos dar conta e sermos pais melhores. É preciso respeitar a grande tarefa que é a maternidade e dar apoio às mães, o quanto for possível, assim elas podem se concentrar na coisa mais importante que podem fazer na vida: criar seus filhos. A questão do sono é um problema dos adultos e da sociedade, não dos bebês, que dormem normalmente, ou seja, acordando de tempos em tempos. É saudável que sejam assim.

Em seu livro você sugere algumas técnicas para ajudar os pais a acalmarem seus bebês. Pode citar algumas?
Os bebês passam nove meses dentro do útero materno, então não surpreende que eles queiram ficar perto da mãe ao nascerem. Eles ficam mais felizes quando estão no colo e nos braços e choram muito menos quando estão perto de nós. Se respeitarmos isso, talvez usando acessórios como carregadores de bebês e mantendo-os próximos, como na cama compartilhada com os pais, vamos ter bebês bem mais felizes, porque derrubamos a batalha para vencer o bebê que chora. As necessidades do bebê estarão atendidas e isso torna tudo mais fácil para todos. Bebês mais calmos, pais mais felizes.


O livro Baby Calm pode ser adquirido no site www.bookdepository.com, com frete gratuito para qualquer parte do mundo. Para saber mais sobre a autora www.sarahockwell-smith.com

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Curtiu? Aqui tem mais!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...