quinta-feira, 11 de julho de 2013

Viajando com Nina - PARTE 1: a mala de Pitchu

Hahahahahahahahahhaha!!!!!!

Já começo esse post dando risada, pois só o título já é piada pronta! Né? As mamães de plantão sabem o que quero dizer!

Bom, vamos começar o relato do feriado pela mala! A doce, meiga e gigantesca mala de Nina. Nunca imaginei uma coisa dessas, minha filha é tão pequenina, meu Deus, que mala é essa?

Gente, não tem saída, ela precisa de tudo! Ponto! Dito isso, sigo em frente: precisa de tudo de frio, e também de tudo de calor - vai que o tempo muda! Vai que! Aliás, é por conta desse bendito "vai que" que fui enfiando de um tudo na mala da pequena. Precisa de um pacote gigante de fralda & fraldas aquáticas, afinal, tá um frio de trincar, mas vai que! Se fizer calor ela precisa estar com tudo a postos para seu primeiro banho de piscina. Epa!! Banho de piscina! Pára tudo! Ela não tem traje de banho!!! hahahahah! Ferrou-se!!!! Não vou correr esse risco! Murphy já dizia: "Não vai levar maiô??? Nnao vai??? Mesmo??? Então lá vem o sol!!!!!"E eu ia me sentir a mãe mais relapsa do mundo! Paro de arrumar a mala na hora, enfio a minha pequena dentro do sling do jeito que ela está (ela está sempre linda), e vou do jeito que eu estou (já não posso dizer o mesmo!!! hahahahaha!!! Preciso de reboco e massa corrida, mas vamo que vamo!). Corro com ela no shopping e compro um maiô fofurérrimo pra ela. Ufa! Voltando pra casa pra continuar a arrumação. Preciso de macacão pra frio, pra meio frio, pra muito frio, pra frio de rachar! Ninguém quer ser a mãe desnaturada que deixa a filhotinha linda tremendo de frio!

É praticamente uma mudança, a mala é gigante, ah, e essa costumava ser a minha mala.
Agora não é mais, a mala é da Nina!
Perdi a mala.
Divido a mala com meu marido.
Invadi a mala dele.
Sou uma mãe sem mala.


Em sentido horário:
A mala que um dia foi de mamãe.
Mil e um brinquedinhos.
Na mala da pequena, vai de tudo, desde roupa de ursinha até fraldas aquáticas!!! Ah! O sapatinho dourado não pode faltar, né?

o "carrinho" da Nina. Tão meigo e pequenino, que não coube na foto anterior, precisou de uma foto só pra ele!!! hahahahaaha! #imagineoportamalas

Ah! Detalheeeee: Esse mega aparato todo, e isso porque não precisamos levar banheira e berço que já tinha no hotel. Imagineeeeeeeee! O casal tem que alugar uma van pra viajar no feriado com a filha de 5 meses! Só o carrinho dela já ocupa o porta-malas do carro quase todo. Meu marido fica lá montando o maior quebra-cabeça para caber tudo dela, fica lá o coitado coçando a cabeça, contemplando, pensando como vai fazer pra espremer tudo ali dentro. Por "tudo ali" entenda: todas as coisas dela e mais meia dúzia de bugigangas que vamos levar, se ela permitir, claro! Tudo dela tem que caber. E o meu? Vou tirando, e tirando, e tirando....

Na correria dos dias que antecederam a viagem, só consegui arrumar a mala dela (CLARO!!!!).
A minha? Arrumo 5 minutos antes de sair. Aliás alguém aí já arrumou mala com bebê de colo no colo?

Fácil não é, tá??? A gente se contorce todinha, a coluna vira um 8, usa os pés pra pegar as coisas, é uma loucura! Tento colocar a pequena um minutinho na cadeirinha, mas justamente hoje ela não quer ficar na cadeirinha de jeito nenhum!!! Ligo musiquinha, canto, danço, ligo até o Discovery Kids pra ver se ela se distrai por 2 minutos, eu só preciso de 2 minutos! Juro, filha!

Fico ali falando com ela "Pitchuuu, mamãe já vaaaai!!!" E ela não quer nem saber! Quer meu colo mesmo, então fica decidido: na minha mala? Taco os primeiras coisas que aparecerem na minha frente! Não dá tempo de pensar em outfit, nada combina com nada!!!! É um aglomerado de calças de plush (nunca usava calça de plush!), camisetas (nunca usava camisetas!) e um par de tênis (afffe! sem comentários! Nem tênis eu tinha! Meu marido me deu um outro dia pra selar esta fase de vestimenta funcional para Pitchu!).

É minha gente, o guarda-roupa muda todinho quando você vira mãe. É a tal indumentária funcional. Pensava eu, ingenuamente, que quando a Catarina nascesse, eu ia voltar logo ao peso e usar minhas roupas de antes. O peso voltou, mas nunca mais usei nada. Não dá! Principalmente se você está amamentando. A roupa tem que ser prática pra, escreveu não leu, arrancar tudo pra dar de mamar pra pequena. Fora aquele lindoooooo soutien de amamentação! Affe! Vixeee! Jesus! Meu marido que já vinha traumatizado com as calcinhas de gestante, agora tem que conviver com os maravilhosos soutiens beges, coisa mais linda...é mesmo um caminho sem volta!



8 comentários :

  1. ainda bem que a mamãe da Catarina é um luxo de camiseta e tênis!!! :o)

    beijooooooooooooo

    ResponderExcluir
  2. Do scarpin ao plush vc continua linda Gigi!!!
    Mais um post fantastico!!! Parabens!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, mas com essas amigas lindas, não tem como ficar com a auto-estima baixa!! Suas lindas! Sigo então com meu tênis, camiseta e calça de plush por aí, feliz da vida!!!!

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. É uma linda! hahahahahahahah, só me divirto. vc descreve tão perfeitamente o mundo materno que não sobram palavras. Só quem vive sabe o que é. É isso!!!!!! hahahahahahaha

    ResponderExcluir
  5. hahahahahhahahahahahah
    descrição perfeita da vida de mãe!
    hahahahahahahhahahahahahahahahhahahahahahaha
    Só me divirto com vc!

    ResponderExcluir
  6. Hahaha, ai Gi, é isso mesmo!
    Super me identifiquei, o lance do sutiã bege é bem isso, morri de rir! O consolo é que quando você para de amamentar pode voltar a usar as roupas de antes... Mas a questão do tempo para você continua sendo mínima, são 3 horas arrumando as coisas pro filho e 15 min pra gente (tomar banho, se trocar, arrumar o cabelo do jeito que dá e só)!
    E adorei "Pitchu", também chamo o João assim!
    Vamos marcar um passeio dia desses? Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Adoreiiiiii
    Bjos da tia batatinha

    ResponderExcluir

Curtiu? Aqui tem mais!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...