quarta-feira, 26 de março de 2014

Menininha quando dorme...

Essa é a história de uma mãe e sua busca desesperada por 5, apenas 5 minutinhos de paz, sossego para tomar um cafezinho tranquila. Qual será o final dessa história?
Pitchu decide! 
Ixi...



Dia desses foi aniversário do meu marido e decidimos fazer a festa dele aqui em casa. Uma delícia, até que lá pelas 2 da manhã a mamãe aqui já tinha virado abóbora. Puxei o Bruno num canto e - amor, olha, vou sair à francesa, preciso dormir!
- hein? Mas já?
- amor, já são 2 da manhã!
- exatamente! Já vai?
- amor, tem uma menininha delicinha nanando no quarto que vai acordar amanhã bem cedinho, aliás, ela vai acordar mais cedo que de costume, pois é sempre assim quando vou dormir mais tarde na noite anterior, né? Então, ela estará cheia de energia e eu vou ter que pelo menos conseguir ter pique para empurrar o carrinho! Hihihi
- e o que eu falo para as pessoas?
- improvise, meu amor! Fui!
- ele tava já meio "pra lá", deu uma voltinha à la John Travolta em "os embalos de sábado à noite" e finalizou apontando pra cima (juro). 




Entendendo que isso era um "ok" dele e fui me recolher para os braços de Morfeu.
- Brunão, cadê a Gi?
- Foi olhar a Nina...
- Cadê a Gi, Bru?
- Foi ao banheiro...
- Cadê a GI, Brunelas?
- Tá na cozinha...
- cadê a Gi, Bruninho?
- Ãããããhhhhh..
- Cara, cadê a Gi?
- Ãããããhhh.....
E assim ele foi pifando...
Haahhahhahahah!!!!

Bom, piadas às custas do meu amor à parte, na manhã seguinte, é lógico que a Nina acordou às 6, né? 
Fui eu lá trupicando, trançando as pernas, e ela já estava a mil por hora! Foi logo me dando as mãozinhas pra sair andando... 6 da manhã! Ai.

Eu não estava em condições, então, logo pensei em fazer um passeio com ela. Isso sempre funciona quando estou muito exausta e a Pitchu vendendo, aliás, distribuindo quantidades inimagináveis de energia: saio pra andar com a Nina! Aí o "óleo" vai girando o corpo todo, o vento vai batendo na cara, e vou desenferrujando aos poucos, sabe como é? 

Rodamos o bairro todo umas 5x. 
Praça Buenos Aires de cabo a rabo! Higienópolis ficou pequeno para a insaciável Pitchu! 
De repente, o silêncio.
Pitchu dormiu?
Olho discretamente pela rede na parte de trás do carrinho, e lá está o meu anjinho, nanando! 
Preciso de um café!
Simplesmente preciso!
Vou aproveitar que ela está dormindo, aí sim eu consigo tomar um cafezinho tranquila, apenas um café, 5 minutinhos sentada, sossegada, degustando meu cafezin'e não mandando guela a baixo o meu café já gelado! Eu mereço!
Eu vou conseguir!
Yes, I can!




1a tentativa- padaria 1: sempre tem mesas na calçada, hoje não tem. Claro, né? Impossível entrar com o carrinho nessa padoca, tem escadas, ela vai acordar na certa, não vou arriscar.
2a tentativa- padaria 2: opa! Aqui sim tem mesa na calçada, vou chegando, chegando, estaciono o carrinho da Nina, me sento devagar, tranquila, dou aquela respirada e quando vou chamar o garçom, ZÁZ, um poodle (amo cães, ok? Só nessa hora que nem tanto), resolveu ficar histérico e latir aquele latidinho estridente e adorável que só o poddle tem! Quanto menor o bicho, pior o latido, né? Na hora, vejo os pezinhos da Pitchu se moverem!
Nãaaaaaaoooooooo!!!!



Me levanto rapidamente e saio da padaria de carrinho e cuia, fazendo "shhhhhhhhhhh" pra ela não acordar. Aquele latido tão querido, foi ficando longe, longe, até que não ouvi mais.
Caramba... Pra onde eu vou...?
Tem um shopping do lado de casa, com um café delicioso, mas nós "acordamos com as galinhas" e os cafés do shopping ainda nem estão abertos.
Vou pra lá mesmo assim!

Tudo fechado.
Vou andando sem parar, dando voltas no mesmo piso, pois nem morta eu vou arriscar pegar elevador com ela dormindo. Os elevadores de shopping são o cão chupando manga pra acordar nenéns! Emitem aquele "tiiiiiiiiiiiii tuuuuuuuu" aos berros, para avisar que chegaram! Aquilo é um barulho dos infernos, minha gente! Pior é que quando você pensa que o barulho acabou, vem uma gravação num volume ainda mais alto:

- Piso Pacaembu - desce!
Shhhhhhhhhhhhh!!!!!!!! Você entra no maldito elevador, vem o "tiiiiiiiiiiiii tuuuuu" de novo, chega no bendito piso, e lá vem a gravação de novo "piso veiga filho, o shopping higienópolis agradece
Alguém faz parar, pelo amor de Deus!!!

Eu já caí nessa outras vezes, não caio mais, vou ficar aqui olhando as mesmas vitrines fechadas, até o café abrir! Decidido!

Dez da manhã!
Abriu! Pronto! Eba!
Muito sem graça eu entro no café, sou a 1a, óbvio, sinto que os atendentes me olham com aquela cara de "nem bem abrimos e lá vem a mala ...olha lá!..." Me sinto mal, mas fazer o quê?
Tenho neném, acordo cedo uai! Estaciono, me sento, pego o cardápio, peço um cafezinho e um bolinho!
Nham nham!
Meu cafezinho chega, sinto o aroma, amém, vou desgustar meu café em paz! Eu mereço! Eu consegui!
Levo a xícara em direção à minha boca, uhuuuuuu, vou dar o primeiro gole, olho para o lado, e vejo dois lindos olhinhos  verdes, arregalados na minha direção.
Acordou, Pitchu?
E lá se vai meu cafezinho sossegada....

Um comentário :

  1. que desespero! Coitadinha de vc! kkkkkk Sei bem...Só que eu nunca tive essa paciência master! Sempre fui muito gulosa pra esperar horas por um café....Tomava o meu frio, descendo quadrado pela garganta...ops, tomava não, ainda tomo, só que agora desce quadrado porque tenho que sempre alertar: "cuidados com a cabeça, não empurra seu irmão, meu santo pai de misericórdia, que barulho foi esse?"
    Quando eu vejo já se passaram a mesma quantidade de horas do seu passeio! kkkkkk
    Moral da história: Não importa o que fizer, dá na mesma! kkkkkk O importante é ser feliz com a sua decisão!

    ResponderExcluir

Curtiu? Aqui tem mais!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...